10 VANTAGENS DE UTILIZAR ENERGIA SOLAR EM CASA

Atualizado: 8 de dez. de 2021

Descubra o porquê tantas pessoas estão se interessando pela energia fotovoltaica

Não é segredo para ninguém que estamos enfrentando desafios ambientais. É normal assistir o jornal e ver algum cientista alertando a população sobre as transformações climáticas ou ler uma notícia sobre acordos geopolíticos de sustentabilidade.

Um dos principais fatores dessa crise é o uso de combustíveis fósseis, os quais são formados por meio de processos naturais, como: petróleo, carvão e gás natural. Esses recursos são não-renováveis, ou seja, são encontrados na natureza em quantidades limitadas. Atualmente, a maior parte da energia é produzida pela queima de combustíveis fósseis.


Muitos países desenvolvidos já estão investindo em energia renováveis, como o aproveitamento da luz do sol. Mas os países em desenvolvimento não estão muito atrás. Um estudo da UNEP (Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente) de 2016 mostra que o uso de recursos naturais, excluindo os de energia hidráulica, recebeu o investimento de 285,9 bilhões de dólares em 2015. Desse valor, 155,9 bilhões vieram de países em desenvolvimento – 55%. Em 2014, esse número era de 49%.


Já o Brasil subiu cinco degraus no ranking mundial de energia solar em 2019, assumindo a 16ª posição, segundo levantamento realizado pela Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar). O ranking mundial é liderado pela China, seguida pelo Japão, Estados Unidos e Alemanha, com destaque para o crescimento da Índia.


COMO FUNCIONA O SISTEMA DE ENERGIA SOLAR?

O primeiro passo é a incidência da luz do sol através nas placas solares. Então, os fótons dos raios solares são usados para a geração de eletricidade, pela tecnologia do sistema fotovoltaico.


COMO OCORRE A INSTALAÇÃO E A MANUTENÇÃO?

É essencial ter um espaço adequado para a instalação. Normalmente as placas são instaladas em telhados, pois eles têm a incidência direta do sol. É importante também que o serviço seja realizado por um profissional da área.

Mas não se preocupe, o processo de instalação não é complicado e a manutenção é de baixo custo. A limpeza dos painéis deve ser feita duas vezes no ano por uma equipe capacitada. Fora isso, a verificação dos cabos elétricos assegura o funcionamento correto dos equipamentos e ajuda o cliente a economizar.


QUAIS SÃO AS VANTAGENS DE TER A ENERGIA SOLAR EM SUA CASA?

1. INDEPENDÊNCIA DOS AJUSTES TARIFÁRIOS

Atualmente, grande parte dos brasileiros depende da energia elétrica entregue pelas distribuidoras locais de energia, que frequentemente têm ajustes tarifários na conta de luz

A diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) decidiu, por exemplo, elevar em 26,6% a tarifa de transmissão de energia para o ciclo 2020-2021. Com um sistema fotovoltaico instalado em sua casa você irá produzir a sua própria energia e terá maior controle destes reajustes.

Além disso, a energia elétrica que abastece as casas brasileiras usa a água como combustível. No entanto, esse recurso está se tornando escasso.


2. CONTRIBUIÇÃO PARA O MEIO AMBIENTE

O sol é uma energia inesgotável e com ele você vai gerar energia de uma forma limpa, sem agredir o meio ambiente e impactando de modo positivo o bem-estar social.

As fontes de energia tradicionais emitem gases que chegam até a atmosfera terrestre e provocam o efeito estufa e o aquecimento global. O planeta precisa se recuperar dos danos causados ao longo dos anos e a mudança para uma energia sustentável é o primeiro passo para que isso ocorra.


3. GERAÇÃO COMPARTILHADA

Você sabia que pode construir uma usina em conjunto com mais pessoas e/ou empresas? É uma das modalidades da Geração Distribuída, criada pela Resolução Normativa 482/2012 da Aneel e responsável por possibilitar o compartilhamento de usinas de micro ou minigeração entre um grupo de pessoas (CPF ou CNPJ) que estejam na mesma área de concessão ou permissão da distribuidora local.


4. VALORIZAÇÃO DO IMÓVEL

A tendência do mercado imobiliário é que casas com sistema solar sejam valorizadas em até 20%.

E o investimento é um retorno garantido, pois a relação custo-benefício é percebida na conta já no primeiro mês, com uma redução de até 95%. O baixo custo de manutenção e a vida útil dos equipamentos agregam ainda mais valor ao sistema.


5. COMODIDADE

Se você pensa que o sistema de energia solar vai gerar algum tipo de barulho vindo do telhado e atrapalhar seu sono, você está enganado!

Essa forma de geração de energia não é mecânica e, portanto, totalmente silenciosa.

Além disso, esqueça a preocupação em usar o ventilador ou o ar condicionado durante o verão e no final do mês se deparar com uma conta de luz alta. E é claro, no inverno, aquecedor e banhos quentes à vontade.


6. INSTALAÇÃO E MANUTENÇÃO FÁCEIS

Como falamos anteriormente, a instalação não é complicada. Na maior parte das casas, as placas são instaladas em estruturas já existentes e, caso alguma mudança seja necessária, as alterações serão pequenas.

Logo que o sistema for instalado e vistoriado, o inversor já pode ser ligado e a energia começa a ser gerada. A manutenção é mínima, compreendendo a limpeza semestral e a verificação ocasional dos componentes realizada por uma equipe profissional.


7. VIDA ÚTIL DO SISTEMA

Um sistema de energia solar fotovoltaica possui em média 25 anos de vida útil. Ou seja, é uma opção financeira viável que vai ajudar você e sua família a economizar.


8. TECNOLOGIA CRESCENTE

Como o investimento e pesquisa na área é grande, os painéis solares estão se tornando cada vez mais potentes, enquanto seu custo vem decaindo.

A energia renovável é o futuro.


9. GEOGRAFIA

Vivemos em um país tropical, com grande incidência solar. Devido a esse fator, a utilização da energia solar é viável em quase todo o território brasileiro.

Além disso, a energia solar é excelente para lugares remotos ou de difícil acesso, pois não necessita de linhas de transmissão em sistemas off-grid.


10. INCENTIVO DO GOVERNO

Em algumas localidades do território brasileiro, é ofertado um desconto gradativo do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) aos donos de residências que adotam medidas sustentáveis, como a produção da própria energia.

O imposto é municipal, então cada cidade deve fazer a adesão e incentivar a população a ajudar o planeta.

Além disso, o governo brasileiro vem estimulando o uso das energias alternativas. A ANEEL criou incentivos fiscais para pessoas que optarem por produzir sua própria energia solar. Provavelmente, esse tipo de decisão governamental irá se popularizar nos próximos anos.

9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo